sexta-feira, 16 de novembro de 2012

4ª eliminatória da Taça de Portugal: Moreirense - 0 | Benfica 2

in slbenfica.pt

Na noite que ditou o regresso do patrão da defesa "encarnada", Luisão, o Moreirense recebeu o SL Benfica para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal. O resultado foi favorável aos pupilos de Jorge Jesus por 0-2.


O Benfica entrou dominante e assim se manteve até ao momento da falha de iluminação do estádio, já nos instantes finais da segunda parte.
in facebook.com

Mas o protagonista acabou por ser o Árbitro Duarte Gomes, primeiro, ao não assinalar uma grande penalidade claríssima cometida pelo guarda-redes do Moreirense que foi, literalmente, para cima de Lima. Assim não entendeu o juiz da partida que assinalou falta atacante.

in facebook.com

Pouco depois, foi a vez de Luisinho sentir um toque ligeiro nas costas dentro da grande-área, caindo sob essa acção do defesa do Moreirense. O árbitro, a dois ou três metros do lance, mandou seguir.

A seguir, foi a vez de Bruno César ser rasteirado mesmo à entrada da grande-área. Duarte Gomes considerou simulação, tendo admoestado o médio "encarnado" com o cartão amarelo.

Na etapa complementar, manteve-se a toada ofensiva do Benfica e acabaria por chegar ao golo por intermédio de um dos jogadores mais esclarecidos desta noite: Matic. No entanto, o seu cruzamento-remate beneficia de um desvio de um defesa, que acabou por fazer auto-golo.

Estava desbloqueado o resultado que teimava pelo nulo. De facto, Jorge Jesus já avisara que seria um jogo difícil, afirmação reforçada pelo treinador do Moreirense que disse que a sua equipa jogaria de igual para igual. Claro que tão não aconteceu, pois a equipa da casa jogou em contrataque.

Mas também devo referir a fraca qualidade da prestação de vários jogadores do Benfica, com passes atrás de passes mal efectuados, falta de entendimentos, etc.

À entrada do último quarto de hora, JJ lançou o goleador Cardozo que não teve tempo para mostrar a sua arte, pois momentos depois ocorria uma falha na iluminação do estádio. Após cerca de quinze minutos, em que havia luz suficiente para jogar, acabou por se dar um apagão, fazendo temer o pior. Ou seja, que não fosse possível terminar o jogo em Moreira de Cónegos.

Após o restabelecimento da iluminação, que quebra sempre o ritmo a quem está melhor, no caso o Benfica, eis que surgiu um Moreireinse mais atrevido que chegou a introduzir a bola nas redes do guardião Paulo Sérgio, devidamente invalidade por fora do jogo.

Mesmo sob o cair do pano, Cardozo correspondeu da melhor forma e com toda a calma a uma assistência de Gaitán, que realizou uma jogada no seu corredor natural (esquerdo), carimbando a vitória do SL Benfica. Cardozo marcou sempre que jogou e não precisa de mais nenhuma prova da sua eficácia.

Enviar um comentário