terça-feira, 16 de dezembro de 2014

13.ª jornada da 1.ª Liga: FC Porto 0-2 Benfica

in abola.pt
O Benfica foi ao estádio Dragão arrancar uma vitória por duas bolas a zero, reforçando a liderança isolada da Primeira Liga. Lima foi o autor dos dois golos das "águias" confirmando a tendência para marcar aos "dragões", pelos clubes onde passou desde Os Belenenses, Sporting de Braga e, actualmente, o Benfica.

Para este encontro, Jorge Jesus surpreendeu todos o avança incluir Lima no "onze" inicial, que contou com os seguintes jogadores: Júlio César; Maxi Pereira, Jardel, Luisão (75’ César), André Almeida; Samaris, Enzo Perez, Gaitán, Salvio; Talisca (80’ Ola John); e, na frente, Lima.

O estádio do Dragão contou com perto de 50 mil espectadores que esperavam ver a sua equipa alcançar o rival Benfica na liderança do Campeonato Nacional.

Com efeito, o FC Porto entrou decidido a anular a desvantagem de 3 pontos, procurando logo nos instantes iniciais criar perigo e obrigar os defesas "encarnados" a cometerem erros por forma a ficarem condicionados disciplinarmente. O que, de facto, surtiu efeito imediato com André Almeida a cometer uma falta no limite da grande área e a ser admoestado com o cartão amarelo logo aos 2 minutos de jogo.

O primeiro lance de real perigo surgiu aos 7', na sequência de uma boa jogada de contra-ataque, com o jovem Óliver, lançado à esquerda por Alex Sandro, a correr até à linha de fundo e a cruzar atrasado para o coração da área. Jackson não chega a tempo e a bola sobra para Herrera que remata ao lado da baliza de Júlio César. Primeira oportunidade desperdiçada pelo FC Porto.

A jogar fora e com uma vantagem de 3 pontos, a resposta do Benfica, ténue, surgiu aos 14' por intermédio de Gaitán, mas o argentino rematou ao lado da baliza de Fabiano.

Do lado do Porto, Alex Sandro volta a estar numa jogada de perigo, desta feita com o brasileiro a protagonizar a jogada, também pela esquerda, servindo Jackson Martinez que remata de primeira para uma fabulosa defesa de Júlio César (32').

O Benfica respondeu primeiro por Talisca (33') com um bom remate de fora da área mas à figura de Fabiano.

in facebook.com
Mas aos 36' foi mais eficaz. Lançamento lateral junto à grande-área no lado direito para Maxi Pereira executar qual pontapé-de-canto, para a zona da pequena área, onde aparece Lima a desviar a bola com a barriga, batendo Fabiano. Estava inaugurado o marcador nas Antas (0-1), transformando Lima numa agradável surpresa para os adeptos encarnados presentes no Dragão.

O Benfica colocava-se em vantagem no momento certo, a poucos minutos do intervalo, conseguindo segurar a preciosa vantagem até ao apito de Jorge Sousa.

O segundo tempo começou como a primeira parte, com o Porto a tentar chegar ao golo o mais cedo possível. Só que as coisas não saiam bem ao FC Porto.

Do lado do Benfica, Talisca (56') tentou de novo a sua sorte com mais um remate de fora da área, Fabiano defendeu para a frente e, na recarga, aparece Lima a empurrar a bola para o fundo das redes. 0-2 e nova explosão de alegria dos adeptos "encarnados".

in facebook.com
A perder por duas bolas a zero, Lopetegui mexeu na equipa com uma dupla substituição, lançando Quaresma e Quintero para os lugares de Tello e Herrera, respectivamente. E logo o jogo pendeu para o lado do FC Porto, embora também consentido pelo Benfica que, a par da vantagem pontual de 3 pontos, se via na posição de vencedor com dois golos de diferença. Cabia aos "azuis-e-brancos" ir à procura do prejuízo, enquanto que ao Benfica bastava defender bem e espreitar um contra-ataque que sentenciasse a partida.

E por pouco tal não aconteceu aos 67'. Contra-ataque rápido do Benfica com Lima a cruzar para o corte de Alex Sandro para canto. Nas suas costas já aparecia Salvio para carimbar. De referir que o corte do defesa portista, muito arriscado, passa muito perto do poste direito de Fabiano.

Aos 75', Luisão lesiona-se sozinho, obrigando JJ a uma substituição forçada. Entrou César para o seu lugar. A partir daqui o Porto acercou-se em definitivo da área encarnada.

Aos 77’, o Porto volta a estar muito perto de marcar. Cruzamento perfeito de Quaresma para a cabeça de Jackson Martínez, no entanto o colombiano acerta na barra da baliza de Júlio César. Na recarga a bola acaba dominada pelo braço de Jackson, que ainda introduz a bola na baliza, mas o lance foi prontamente anulado. Decisão acertada de Jorge Sousa. De referir que o colombiano acaba por cortar um golo certo, pois a bola ia para a baliza e Júlio César estava batido.

Aos 81', Quaresma tira da cartola um cruzamento perfeito para a cabeça de Jackson Martínez, mas o colombiano volta a acertar na barra da baliza de Júlio César. A defesa "encarnada" consegue tirar a bola para longe da baliza.

Até ao final, o Benfica conseguiu controlar a posse de bola, garantindo nova vitória no Dragão para o campeonato, nove anos depois. Lima foi o Homem do Jogo. Sorte e eficácia ditaram o desfecho de mais um clássico entre FC Porto e SL Benfica.

in abola.pt
Com este resultado, o Benfica (34 pts) aumenta para 6 pontos a vantagem para os segundos classificados, FC Porto e Vitória de Guimarães, ambos com 28 pontos. O Sporting (24 pts), quem empatou em casa com o Moreirense, está agora a 10 pontos do líder Benfica.
Enviar um comentário