domingo, 23 de novembro de 2014

16 avos-de-final da Taça de Portugal: Benfica 4-1 Moreirense

in abola.pt
O Sport Lisboa e Benfica recebeu e venceu o Moreirense por 4-1 em jogo dos 16 avos-de-final de Taça de Portugal. Jonas e Salvio repartiram a autoria dos golos.


in facebook.com
Em véspera de mais uma jornada da Liga dos Campeões, Jorge Jesus optou pelo seguinte "onze" inicial: Júlio César; André Almeida, Luisão, Jardel, Benito; Cristante, Enzo Perez (Samaris, 63’), Salvio (Talisca, 60’), Gaitán (Ola John, 45’), Jonas e Derley.

Antes do início da partida cumpriu-se um minuto de silêncio em memória de duas personalidades "encarnadas" recentemente falecidos: José Luís Vaz e Asterónimo Araújo. Homenagem que ganharia outra expressão pela exibição e resultado alcançados.

As águias entraram praticamente a ganhar graças ao golo madrugador de Jonas logo aos 3 minutos. Grande passe em profundidade de Luisão para Salvio que cruza para a entrada da área, onde aparece Jonas a rematar de primeira, sem hipóteses de defesa para Marafona. Grande remate, colocadíssimo, e grande golo a inaugurar o marcados na Luz (1-0).

Aos 7', bonita jogada do ataque "encarnado" com nota artística do princípio ao fim: Derley recupera a bola a meio-campo, entrega de calcanhar a Gaitán que dispara em direcção à baliza contrária, por sua vez passa a Jonas que, com um excelente pormenor, finta um adversário com o calcanhar direito e remata colocado ao poste mais distante aumentando a vantagem para 2-0.

O brasileiro bisou assim depois de, na eliminatória anterior, fazer o seu primeiro hat-trick de águia ao peito.

in facebook.com
Os pupilos de Jorge Jesus jogavam a seu bel-prazer e criavam perigo sobretudo pela excelente exibição do quarteto ofensivo constituído por Slavio, Gaitán, Derley e Jonas.

Aos 15', o Benfica esteve perto de fazer o terceiro golo, por intermédio de Derley. Jonas ganhou a bola e cruzou para o seu compatriota que rematou acrobaticamente para uma defesa apertada de Marafona para canto.

Adivinhava-se o golo que acabaria por surgir com toda a naturalidade 7 minutos depois (22'). Salvio iniciou e terminou a jogada, beneficiando de um corte deficiente da defensiva de Moreira de Cónegos. O argentino tentou oferecer o golo a Jonas, mas a bola é cortada na sua direcção, uma assistência involuntária e fatal (3-0).

A resposta da formação visitante surgiu pouco depois através de um lance de bola parada. Aos 26', na sequência de um livre, Rámon Cardozo aparece na marca de grande penalidade a antecipar-se aos centrais do Benfica, cabeceando para o fundo da baliza de Júlio César (3-1).

O marcador não mais se alterou até ao intervalo.

O segundo tempo trouxe um Moreirense à procura do segundo golo, chegando, inclusive, a incomodar Júlio César depois de uma "oferta" de Cristante (46'). Arsénio foi o autor do remate perigoso.

O Benfica, menos pressionante, ainda assim conseguiu responder de imediato num contra-ataque conduzido por Salvio, a combinar com Jonas e a rematar para uma boa defesa de Marafona.

in facebook.com
Não durou muito até os adeptos "encarnados" poderem festejar de novo. Aos 57', nova combinação entre Derley e Salvio a culminar no quarto golo para as "águias". Lance de ataque pela direita, com Derley em destaque após mais um passe de calcanhar a isolar Salvio. O argentino bisou igualmente na partida.

Com a vantagem de três golos e já a pensar na próxima jornada da Liga dos Campeões, JJ decidiu por gerir o esforço da sua equipa, tirando Salvio e Enzo Pérez e colocando Talisca e Samaris, respectivamente.

No tempo restante, o Benfica soube gerir a partida, mas ainda houve tempo para Jonas quase repetir a façanha da eliminatória anterior, em que assinou um hat-trick. Todavia, Marafona não permitiu ao brasileiro tal alegria.

Resultado final: 4-1, uma goleada que permite ao Benfica seguir para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.
Enviar um comentário