segunda-feira, 5 de março de 2012

Imagem do dia (04-03-2012): André Villas-Boas demitido


Desde o início que considerava que André Villas-Boas, o tão aclamado "2º Mourinho" - discípulo do melhor treinador português, não duraria muito tempo no último clube: Chelsea FC. Uma sequência de maus resultados relegaram o Chelsea para a pior posição dos últimos anos, habituada a ganhar desde os anos de ouro com Mourinho no comando técnico.


Sem querer julgar o jovem treinador, penso que o sucesso alcançado na época passada no comando técnico do FCP, em que venceu a Taça Cândido Oliveira, o Campeonato Nacional, a Taça de Portugal e a Liga Europa, se deveu à conjugação de factores que contribuíram para o seu sucesso: a perda de pontos dos principais rivais no início da época (não vale a pena relembrar as condições em que aos rivais foram roubados pontos), que decidiu um avanço desde cedo que permitiu vencer o campeonato bastante cedo, com o roubo que aconteceu no jogo entre o Braga e Benfica; um Benfica com o plantel bastante desgastado e prejudicado numa meia-final da taça de portugal a duas mãos, com meses de diferença entre a sua realização (nunca visto!); por fim, a final da Liga Europa frente ao Braga, em que esta foi a equipa que mais fez por vencer o jogo.

O que conta são as vitórias e os golos que entram e devemos reconhecer o devido mérito, mas não podemos colocar ninguém num pedestal sem que ele dê provas de o merecer. Adivinha-se, pois, mais um nome para a eventual substituição do actual treinado do FCP no final da época.

André Villas Boas junta-se assim a Domingos Paciência no grupo de jovens treinadores portugueses desempregados.
Enviar um comentário