segunda-feira, 26 de março de 2012

Lição de Português: Vítor Pereira


Este é o primeiro tópico, que se quer que seja de muitos, que servirá para denunciar erros, calinadas ou gafes, proferidas pelas pessoas que estão mais expostas: jornalistas, profissionais de desporto, comentadores, etc.


A vítima de hoje é Vítor Pereira, actual treinador do FC Porto.

E a gafe reside no discurso que teve após o empate frente ao Paços de Ferreira por 1-1. Recorde-se que o actual líder da 1ª Liga 2011-2012, FC Porto, não aproveitou o deslize do SL Benfica, que também empatou frente ao Olhanense, mantendo a mesma vantagem de 1 ponto a seis jornadas do fim. Com a agravante do SC Braga, actual 3.º classificado e com um jogo a menos, poder, em caso de vitória, ultrapassar tanto o Benfica como o Porto.

Adiante: Vítor Pereira disse, a certa altura, referindo-se que o resultado tinha sido "inacreditável", "podíamos ter marcado o 2.º, o 3.º, o 4.º e o 5.º golo", concluindo, assim sobre a injustiça do resultado face às oportunidades falhadas.

E a lição de hoje é muito simples:

- Vítor Pereira: "podíamos ter marcado o 2.º..."
- Professor: Correcto! Nada a dizer...

Vítor Pereira: "podíamos ter marcado o 2.º, o 3.º..."
- Correcção: podiam ter marcado o 3º se tivessem marcado o 2º golo antes. Ou seja, podiam ter marcado o 2º pela segunda vez.

Vítor Pereira"podíamos ter marcado o 2.º, o 3.º, o 4.º..." 
Correcção: podiam ter marcado o 4.º se antes tivessem marcado o 2.º e o 3.º golos. Ou seja, podiam ter marcado o 2º pela terceira vez.

- Vítor Pereira: "podíamos ter marcado o 2.º, o 3.º, o 4.º e o 5.º golo."
Correcção: podiam ter marcado o 5.º se antes tivessem marcado o 2.º, o 3.º e o 4.º golos. Ou seja, podiam ter marcado o 2º pela quarta vez.
Enviar um comentário