domingo, 27 de julho de 2014

Eusébio Cup: Benfica 0-1 Ajax

in abola.pt
Na 7.ª edição da Eusébio Cup, a primeira sem a presença do "Rei" Eusébio da Silva Ferreira, que coincidiu com a comemoração do 1.º aniversário do Museu Cosme Damião, o Benfica recebeu o campeão da Holanda, Ajax, que conquistou o troféu ao vencer a partida por 1-0.

Num gesto simbólico, o habitual pontapé de saída dado por Eusébio foi feito pelos seus netos.

O objectivo da formação de Jorge Jesus era claramente vencer para dedicar mais esta vitória ao "pantera negra". E asim, Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Artur (Paulo Lopes, 77’); Maxi Pereira (João Cancelo, 62’), Sidnei, César, Benito (Eliseu, 63’), Ruben Amorim (João Teixeira, 46’), Talisca (André Almeida, 75’), Salvio (Bebé, 69’), Gaitán (Ola John, 46’); Lima (Derley, 46’) e Cardozo (Jara, 46’).

Depois das alterações no plantel, quer forçadas por questões de lesão, quer pelas saídas de jogadores para outros clubes, o Benfica apresentou-se ainda numa fase de progressão, a necessitar de adquirir outro entrosamento e mais ritmo competitivo. Não obstante, já se assistiu a uma equipa mais objectiva, dispondo de várias oportunidades de golo, algo que faltou nos jogos anteriores.

A primeira situação pertenceu à formação visitante com um remate de Milik. Respondeu o Benfica com Gaitán, que lançado por Talisca, completamente isolado, não conseguiu fintar o guardião Vermeer, permitindo o desarme da bola.

Ainda longe do seu melhor nível, Cardozo esteve perto de marcar, assim como Talisca.

Do lado do Ajax, Lucas Andersen obrigou Artur Moraes a uma defesa apertada. E logo a seguir, num lance em que Sidnei "adormece" na grande área e permite a recuperação de uma bola já ganha por si, Kishna aproveita a passividade do central e lenta reacção de Artur para, com  a ajuda involuntária de César, inaugurar o marcador. Aos 41’, estava feito o 0-1.

Na segunda parte, Jorge Jesus começou a mexer na equipa, colocando Derley e Jara para os lugares de Lima e Cardozo. Seguiram-se pouco depois as entradas de João Cancelo, Eliseu e Bebé para os lugares de Maxi Pereira, Benito e Sálvio. Já antes tinha saída Rúben Amorim, queixoso (possível lesão), entrando o jovem João Teixeira. E logo o Benfica começou a dominar a partida, criando mais perigo.

Talisca e Ola John protagonizaram as primeiras oportunidades de golo.Depois, Salvio fugiu pela direita e ofereceu o golo a João Cancelo, mas o lateral  direito rematou fraco, permitindo, ainda assim, uma grande defesa de Vermeer. Logo a seguir, Bebé, isolado, cabeceou ao lado após cruzamento de Ola John. O holandês esteve de novo perto de marcar à passagem do minuto 80, a passe de Bebé.

Aos 83', Jara leva um toque e cai na grande área. Lance forçado, mas passível de grande penalidade, prontamente assinalada pelo árbitro da partida. O argentino encarregou-se de marcar, mas rematou fraco e denunciado, permitindo a defesa de Vermeer.

Num último esforço para empatar o jogo e levar a decisão para o desempate para os penalties, Ola John, cara-a-cara com Vermeer, desperdiça uma clamorosa oportunidade para facturar. Parece que num primeiro momento Ola John hesita por julgar estar em fora-de-jogo e depois, em vez de rematar, parece tentar o passe julgando que alguém o acompanhava no lance. E assim se perdeu a hipótese de inverter o desfecho final.

A Eusébio Cup este ano foi para o Ajax, seguindo-se a cerimónia protocolar de entrega de medalhas aos vencidos, do troféu ao vencedor e de fogo de artifício.
Enviar um comentário