domingo, 3 de agosto de 2014

Emirates Cup: Benfica 1-3 Valência

in abola.pt
O Benfica perdeu, ao início da tarde deste Domingo o último jogo de preparação, por 1-3, diante do Valência, na segunda jornada da 7.ª edição da Emirates Cup. Numa partida que teve duas partes distintas, o início da segunda ditou a reviravolta no marcador com Artur em destaque pela negativa, ao oferecer dois golos aos Valência de Nuno Espírito Santo.

Atendendo ao facto de o Benfica ter jogado quatro partidas de nível alto em tão poucos dias, Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Artur Moraes (Paulo Lopes, 71’); João Cancelo (Luís Felipe, 46’; Bernardo Silva,72’), Lindelof (César, 63’), Sidnei e Benito; André Almeida, João Teixeira, Bebé (Ola John, 72’) e Candeias (Salvio, 63’); Derley e Jara (Talisca, 63’).

E nos primeiros 45 minutos as "águias"até deixaram boas indicações. Bebé, Jara e Derley estiveram em destaque na frente, centrando a sua acção em saídas rapidíssimas em contra-ataque. Logo aos 2', numa recuperação de bola a meio campo, Derley combinou com Jara que, à entrada da área, devolveu a Derley para o avançado contratado ao Marítimo fazer o 0-1.

As oportunidades iam surgindo de parte a parte e, Jara ia coleccionando oportunidades desperdiçadas pecando sempre na finalização. Mas aos 39’, tem um disparo fortíssimo de fora da área, mas a bola esbarra com violência na barra da baliza de Yoel, que parece ainda tocar com a ponta da luva. Seria um golo de bandeira!

Na segunda parte, o Valência refrescou a equipa com a entrada de André Gomes, Rodrigo, ambos contratados ao Benfica, e Javi Fuego. Estas alterações conjugadas com uma entrada apática permitiam ao Valência dar por completo a volta ao marcador. Bastaram dez minutos para fazer três golos (aos 49’, 54’ e 59’), com Artur ficar muito mal na fotografia.

O empate surgiu aos 49'. Guardado ganhou no sprint a Luís Filipe (que entrou para o lugar de João Cancelo, com uma má exibição) e cruzou, mas Artur tem uma má abordagem ao lance e deixa a bola passar-lhe por entre as pernas (1-1).

Pouco depois (54'), Piatti remata forte obrigando Artur a uma defesa apertada. Sem reacção, a defesa incompleta para a frente permitiu a recarga vitoriosa do jogador do Valência (1-2).

Como se não bastasse, Artur voltou a claudicar aos 59', quando presenteou o mexicano Guardado com um monumental «frango». Muito mal mesmo, principalmente pelo facto de se tratar de um remate fraco.

Perante aquilo a que se assistia, JJ voltou a mexer na equipa, o que melhorou o jogo dos "encarnados". Nota para a substituição do defesa direito Luís Filipe que entrara para o lugar de João Cancelo pouco antes. Talvez um sinal de que não será um dos jogadores eleitos para o plantel principal.

O Benfica voltou a estar perto de reduzir aos 75’ na sequência de pontapé de canto apontado por Ola John, mas Sidnei viu a bola cabeceada por si ser tirada mesmo em cima da linha. Aos 83' nova oportunidade com um remate colocado de Derley para uma defesa extraordinária de Yoel.

Resultado final: 1-3. Mais uma derrota a marcar o fim dos jogos da pré-temporada, quando estamos precisamente a uma semana da Supertaça Cândido Oliveira, em que as "águias" irão defrontar o Rio Ave.

Enviar um comentário