terça-feira, 8 de abril de 2014

Futebol: Benfica encerra 26.ª jornada com goleada ao Rio Ave (4-0)

in facebook.com
Na véspera da recepção ao AZ Alkmaar, para a segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa, o Sport Lisboa e Benfica recebeu o Rio Ave, em jogo da 26.ª jornada do Campeonato Nacional. Apesar da expectativa de um jogo difícil, pois o Rio Ave era até hoje a equipa com a melhor defesa em jogos fora, a noite correu bem às "águias" que infligiram uma pesada derrota assinada pelos pés esquerdos de Rodrigo, Gaitán e Cardozo.


A poucas jornadas do fim do campeonato e sempre com a pressão do segundo classificado Sporting, que venceu o Paços de Ferreira, encurtando, à condição, a distância pontual para o líder Benfica para apenas 5 pontos, os "encarnados" sabiam que cada jogo representa uma final até à conquista do objectivo principal da temporada: ser campeão nacional.

Assim, Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze: Oblak; Maxi Pereira, Garay, Luisão (Jardel, 83’) e Sílvio; André Almeida, Enzo Perez, Gaitán e Markovic; Lima (Cardozo, 65’) e Rodrigo (Djuricic, 78’). A grande novidade foi a titularidade de André Almeida, que substituiu o lesionado Fejsa, sendo que Salvio foi dispensado da convocatória devido a problemas de saúde.

Com efeito, o Benfica entrou muito pressionante, resultando na sequência de faltas por parte da defensiva do Rio Ave, o que culminou na amostragem de dois cartões amarelos em menos de dez minutos de jogo. Numa das melhores exibições da época, com que as "águias" presentearam os cerca de 50 mil adeptos, cedo se colheram os frutos.
in facebook.com
Aos 16', numa jogada de grande entendimento, Enzo Pérez lançou em profundidade Sílvio, o lateral entregou o esférico a Gaitán, que após passar por um adversário, assistiu Rodrigo e o hispano-brasileiro rematou colocado para o 1-0.

Mesmo a ganhar, o Benfica "não tirou o pé do acelerador" e, doze minutos depois, surgiu o segundo golo com os mesmos protagonistas. Desta feita, Rodrigo, num movimento que faz muito bem, rematou contra Rodriguez, mas a bola sobra para a entrada da área, onde aparece Gaitán, vindo de trás, a rematar rasteiro e colocado para o 2-0.

in facebook.com
Tal foi a "avalanche" ofensiva dos "encarnados" que, durante a primeira parte, Oblak foi praticamente um mero espectador, exceptuando um ou outro remate do Rio Ave, sem perigo.

Na segunda parte, o Benfica foi gerindo o resultado e, aproveitando a vantagem, Jorge Jesus poupou Lima, Rodrigo e Luisão, lançando nos seus lugares Cardozo, Djuricic e Jardel.

Aos 75', na sequência de mais uma bela jogada, Braga derruba Maxi Pereira na grande-área e o árbitro Cosme Machado assinala a respectiva grande penalidade. Sem Lima nem Rodrigo em campo, Cardozo foi chamado a converter e não desperdiçou. Bola para um lado, guarda-redes para o outro. Estava feito o 3-0, que marcou o regresso de Tacuara aos golos, depois da longa paragem devido à lesão nas costas que o afastou dos relvados por 3 meses. Curiosamente, a última vez que Cardozo tinha sido frente ao Sporting, para a Taça da Portugal, onde assinou um hat-trick.

in facebook.com
Já nos descontos, Enzo Pérez que parece estar a recuperar a melhor forma, arranca pelo miolo e só pára rasteirado por Marcelo, dentro da grande-área. O árbitro assinala o penalty e Marcelo é expulso por acumulação de amarelos. Na cobrança, Cardozo bisou com uma marcação ao estilo a que nos habituou: forte e colocado.

O Benfica jogou bem, venceu e volta a ter uma vantagem de 7 pontos para o Sporting (2.º), ficando a duas vitórias de se sagrar campeão. O título pode até ficar decidido na próxima jornada, caso o Benfica vença e desde que o Sporting empate ou perca.
Enviar um comentário