quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Em Mira (3): Paulo Fonseca


O treinador do FC Porto, Paulo Fonseca, criticou a arbitragem de Rui Silva, no final do encontro da 5.ª jornada frente ao Estoril, que terminou com uma igualdade a duas bolas. Referindo-se à grande penalidade assinalada pelo corte com a mão de Otamendi disse: "A equipa de arbitragem esteve francamente mal, o lance do penalti é mais de um metro fora da área...". Curioso, também, é que Otamendi deveria ter sido expulso num lance anterior, mas permaneceu em campo...


Esperem aí! Do que é que eu me fui lembrar...! Recordo-me, agora, que na época passada Paulo Fonseca era o treinador do Paços de Ferreira e, na jornada em que se decidia a atribuição do título de campeão nacional (acabaria por ser o FC Porto), perante uma situação em tudo (ou quase) idêntica (ver aqui), no final do jogo, estranhamente (ou não), PF nem sequer tocou no assunto. O lance foi ainda mais flagrante pelo facto de James Rodriguez ter simulado um toque inexistente bem fora da área, com a agravante do defesa Ricardo ter sido expulso, deixando a sua equipa com menos uma unidade e desbloqueando o nulo no marcador.

Na verdade, aquele silêncio de PF nunca me enganou quanto ao futuro que se confirmou pouco tempo depois, assinando pelos "azuis-e-brancos". Aliás, na altura apostei com um amigo que tal omissão tinha de ser um claro sinal de "compromisso" perante um "alegado" pré-acordo com o FC Porto. E ganhei!
Enviar um comentário