terça-feira, 17 de setembro de 2013

Liga dos Campeões 2013/2014 (1.ª Jornada - Grupo C): Benfica - 2 | Anderlecht - 0

in facebook.com
O regresso às grandes noites europeias trouxe uma boa entrada das "águias" na liga milionária: uma vitória frente ao Anderlecht, por 2-0, com golos de Djuricic e Luisão.


Uma forte postura atacante nos minutos iniciais deu os seus frutos quando, à passagem do quarto minuto, Enzo Perez, rapidíssio, flectiu da direita para o meio, rematou forte e colocado, levando o guardião bela, Proto, a defender para a frente, onde apareceu Djuricic para a recarga vitoriosa. Estava inaugurado o marcador no Estádio da Luz (1-0).

Cardozo, que esteve em evidência, muito esforçado e com fome de golo, aos 21’, assustou Proto com um remate de fora da área, mas o guardião defendeu para canto. Pouco depois, o avançado paraguaio protagonizou uma excelente jogada junto à linha de fundo, tirando, em drible, dois defesas do caminho, apenas não conseguindo uma melhor assistência. Foi o suficiente para sentir o carinho vindo das bancadas, sinal de que as pazes já estão feitas depois do incidente da final da Taça de Portugal.

Aos 30', na sequência de um pontapé de canto apontado por Djuricic, o alívio dos belgas colocou a bola na direcção de André Almeida que, de cabeça, assistiu Luisão bem no coração da área que, à ponta-de-lança, dominou com o peito e rematou, sem hipótese para Proto. Estava feito o 2-0, resultado com que se chegou ao intervalo.

Na etapa complementar, o Benfica procurou gerir o encontro, tendo pela frente um Anderlecht disposto a dar a volta aos acontecimentos, com a entrada do rápido Acheampong. Mesmo assim, brilhou Artur Moraes, com defesas seguras.

Aos 71’, já com Ola John em campo, que entrou para o lugar de Enzo Pérez, Cardozo quase conseguia dilatar a vantagem do Benfica, mas um mau domínio não permitiu o melhor enquadramento com a baliza. O remate saiu ao lado da baliza.

Jorge Jesus operou logo a seguir aquela que, na minha opinião, foi a invenção da noite, ao colocar Maxi Pereira, rendendo Djuricic. O Benfica perdeu no processo ofensivo e manteve certa queda no aspecto defensivo, permitindo à formação belga adiantar-se com mais perigo.

Aos 88', o Anderlecht ainda consegue marcar de livre direto, mas o golo foi invalidado por Kouyaté estar em fora de jogo. O lance, milimétrico, mas bem ajuizado, acaba, ainda assim, por pôr em evidência mais um frango de Artur Moraes.

Para finalizar, quero referir a excelente prestação de Fejsa cuja eleição de melhor em campo partilho com os comentadores da transmissão televisiva. O médio defensivo encheu o campo, com muita garra e pulmão. Siqueira também esteve bem.

Esta vitória coloca o Benfica com 3 pontos em primeiro lugar do grupo C, juntamente com o Paris Saint Germain, clube que defrontará na próxima jornada. De referir que a formação gaulesa, claramente a equipa mais forte e favorita do grupo, foi à Grécia derrotar o Olimpiakos por 1-4.
Enviar um comentário