domingo, 19 de outubro de 2014

3.ª eliminatória da Taça de Portugal: SC Covilhã 2-3 Benfica

in abola.pt
O Sport Lisboa e Benfica deslocou-se à Serra da Estrela para defrontar o Sporting da Covilhã, em jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Jonas foi o herói da partida ao apontar todos os golos das "águias".


Uma autêntica revolução no "onze" titular, assim como no banco, valeram às "águias" um pequeno susto. Mudanças, eu diria, exageradas, as quais resultaram num risco desnecessário, mas que, no final, acabou por correr bem a Jorge Jesus: Artur; André Almeida, Lisandro, César (Lindelöf, 90’+1), Benito; Cristante, Pizzi, Tiago, Ola John (Gonçalo Guedes, 25’); Jonas e Derley (Nélson Oliveira, 78’).

O jogo no Complexo Desportivo da Covilhã começou com uma entrada a ganhar. Logo aos 29 segundos após o apito inicial, Ola John foi derrubado dentro da grande área por Tiago Moreira, que viu o cartão amarelo. Chamado a converter, Jonas abriu o activo: guarda-redes para um lado, bola para o outro (0-1).

No entanto, a vantagem "encarnada" duroiu poco tempo, pois Traquina (8') empatou depois de uma clamorosa falha de Benito. Artur nada podia fazer. (1-1).

in facebook.com
O Benfica foi em busca do prejuízo e, à passagem do minuto 22, sofreu mais uma contrariedade. Ola John que estava a fazer uma grande exibição lesiona-se na coxa esquerda, pedindo de imediato a substituição. As coisas começavam a correr mal para JJ, que aproveitou para lançar o jovem Gonçalo Guedes, que assim se estreou oficialmente pela equipa principal das "águias".

Aos 31', Pizzi teve nos pés a hipótese de fazer o segundo golo do Benfica. Após uma boa triangulação entre Derley e Jonas, cruzamento da direita ao primeiro poste onde aparece Pizzi a rematar para uma grande defesa de Taborda. Gonçalo Guedes também tentou a sua sorte e, aos 37’, tentou o golo, mas Taborda opôs-se com uma defesa apertada.

Cinco minutos depois, deu-se a reviravolta no marcador. Na sequência da marcação de um livre à direita apontado por Traquina, Erivelto subiu mais alto que a defesa "encarnada" para marcar o 2-1 para a formação orientada por Francisco Chaló.

O Sporting da Covilhã conseguiu segurar a vantagem até ao intervalo, deixando em aberto a decisão da eliminatória.

in facebook.com
Após o reatar da partida, o Benfica revelou outro querer e concentração, o que acabaria por dar bons resultados aos 54'. Grande passe do jovem italiano Cristante a desmarcar Jonas e o brasileiro a rematar de primeira sem hipóteses de defesa para Taborda. Estava reposta a igualdade (2-2).

O domínio voltou a pender para o lado do Benfica, que não descansou enquanto não conseguiu marcar. Tiago (66') e Derley (69') ameaçaram o que acabaria por acontecer pouco depois (71'), Passe de Pizzi para as costas da defesa do Covilhã desmarcando novamente Jonas que, com o guardião serrano pela frente, picou a bola e fez o 2-3. O brasileiro fez o seu primeiro hat-trick de águia ao peito.

O resultado não sofreu mais alterações até ao final e o Benfica segue para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, já depois de conhecer a eliminação do FC Porto pelo Sporting horas antes (FCP 1-3 SCP).
Enviar um comentário