domingo, 12 de outubro de 2014

Jogo de Preparação: França 2-1 Portugal

in vercapas.com
No primeiro ensaio da selecção portuguesa sob o comando técnico de Fernando Santos, Portugal perdeu com a França por 2-1. Quaresma marcou o golo luso, de grande penalidade. Em poucas palavras, pode-se resumir a história do jogo na habitual entrada em falso com o desfecho do costume.


As Novidades

De toda a equipa, os laterais foram mesmo o elo mais fraco de Portugal, nomeadamente com Cédric Soares e Eliseu. Mais à frente, João Moutinho revelou ainda não estar em boa forma, Tiago também esteve um pouco ausente e, na frente, Dany foi um jogador a menos.

Mais do que os jogadores convocados por Fernando Santos, a grande novidade foi o esquema 4x4x2 losango, em que Danny fez a posição "10" e Ronaldo e Nani eram os avançados móveis. No entanto, este esquema, ainda a ser assimilado, resultou nas muitas dificuldades para proteger os laterais (Cédric e Eliseu). Mesmo assim, ficaram boas indicações para o futuro da selecção.

O Jogo

De facto, Portugal entrou mal no Stade de France, o que se repercutiu no golo inaugural da partida, com a assinatura de Benzema (3'). Muita passividade da defesa e com a ajuda de Rui Patrício que defende para a frente, o francês só teve de encostar, na recarga ao remate de Sagna. Aos 7', Griezmann esteve perto de fazer o segundo golo, mas o remate saiu à figura de Rui Patrício.

No entanto, aos poucos a selecção portuguesa começou a reagir e conseguiu mesmo criar perigo, por intermédio de Nani (20'). O estremo protagonizou uma grande jogada individual, flectindo para a esquerda e, à entrada da área, rematou tão colocado que a bola saiu uns centímetros ao lado do poste.

Depois deste lance nota apenas para amais um jogada depois de uma combinação perfeita entre Dany, Nani e Cristiano Ronaldo. Do lado dos franceses, voltaram a estar perto do segundo golo (29' e 39').

Para a segunda parte, Fernando Santos lançou William Carvalho e Ricardo Carvalho para os lugares de André Gomes e Bruno Alves, respectivamente. Portugal melhorou e conseguiu equilibrar o meio-campo.

Aos 50', Ronaldo teve uma grande oportunidade para marcar, correspondendo a um cruzamento de Nani com oum cabeceamento colocado, mas fraco, permitindo a defesa de Mandanda. Dez minutos depois, William Carvalho, com um grande passe em profundidade, desmarca Nani, mas o extremo teve uma má recepção, conseguindo ainda fazer o passe atrasado para Dany que, desenquadrado não conseguiu finalizar da melhor forma.

E como quem não marca, arrisca-se a sofrer, a França chegou ao segundo golo (69'). Tirando partido das debilidades de Cédric, Ricardo Carvalho e Eliseu. Após um ressalto na perna de um jogador português, Evra ficou com a bola e cruzou para Pogba que, com toda a calma, rematou para o fundo da baliza de Rui Patrício. Estava feito o 2-0.

No minuto seguinte, Matuidi quase fazia o terceiro golo da França, mas felizmente o remate saiu ligeiramente ao lado do poste esquerdo de Rui Patrício.

Depois de Éder e Ricardo Quaresma renderem Tiago e Nani (67'), foi a vez de Fernando Santos lançar João Mário no lugar de Ronaldo (75'). E que estreia que o jovem jogador das "quinas" teve, já que foi derrubado por Pogba dentro da grande-área 77'. Grande penalidade que Quaresma se encarregou de converter, coroando o seu regresso com o golo de honra de Portugal (2-1).

O golo animou a selecção portuguesa e aos 82', fica a impressão de que Eliseu é derrubado por Varane dentro da grande área, mas o árbitro entendeu que a falta de Varane sobre Eliseu foi fora da área. Grande penalidade que ficou por assinalar, que poderia dar a possibilidade de Portugal marcar de novo.

De referir ainda um lance em que Cristiano Ronaldo remata e bola é desviada por Varane para canto. CR7 ainda pediu penalty, mas sem razão.

O resultado não sofreu alterações e Portugal voltou a perder diante da sua "besta negra", apesar da reacção positiva, sobretudo nos instantes finais. Portugal não vence a França há quase 39 anos e somou a 17ª derrota em 23 jogos.
Enviar um comentário