sábado, 25 de janeiro de 2014

Mais vale tarde que nunca...


Depois de uma semana em que só me apeteceu partir o computador, posso finalmente voltar às minhas crónicas, sendo que a do último jogo do Benfica já está fora de prazo. Por isso, limitar-me-ei a fazer um pequeno resumo.

in facebook.com
No passado Domingo, dia 19 de Janeiro de 2014, realizou-se um jogo a contar para a 16.ª jornada da Primeira Liga, colocando frente-a-frente o SL Benfica e o Marítimo, encontro que marcou o arranque da segunda volta.

Conhecido que já era o resultado do rival Sporting, que no dia anterior tinha vencido e assumido, provisoriamente a liderança, o clube da Luz sabia que não tinha margem para erros. E desde logo assumiu as rédeas do encontro, concretizada em maior posse de bola.

O Marítimo fechou-se muito bem tentando explorar o contra-ataque, o que dificultou muito a tarefa dos eleitos de Jorge Jesus.

Sensivelmente a meio da primeira parte, já depois de duas boas iniciativas dos "encarnados", o jovem Rodrigo aproveitei da melhor forma uma má intercepção do defensa da equipa visitando, rematando de pé esquerdo para o 1-0 (18').

O Marítimo respondeu pouco depois, obrigando Oblak a aplicar-se para evitar o golo do empate.

Depois da ameaça, novo erro de um defesa a compremeter, e de que maneira, as aspirações dos insulares.  à entrada do meio campo do Marítimo, Rodrigo desarmou um defesa e só parou para festejar o segundo golo do Benfica. O lance é, no entanto, precedido de um erro grave: Rodrigo efectua o corte, ficando à frente do defesa do Marítimo e, depois, recebe a bola de Markovic já em posição de fora-de-jogo.

in facebook.com
O lance passou despercebido ao juiz de linha que até estava muito bem colocado. A única explicação que encontro para nada ter sido assinalado é o facto de, a poucos metros do lance, se ver o treinador Pedro Martins com um blusão da mesma cor do equipamento neutro dos insulares e que pode ter contribuindo para um erro de óptica. Seja como for, foi um lance claro que acabou por dar tranquilidade ao Benfica.

A segunda parte reservava ainda mais emoção de parte a parte.

O trio atacante do Benfica, constituído por Rodrigo, Markovic e Lima, criou várias oportunidaades para dilatar a vantagem. Depois (67') foi Maxi Pereira quem serviu Enzo Pérez que acertou em cheio na barra da baliza de José Sá.

Do lado do Marítimo. Heldon (82’) esteve muito perto do golo, mas Oblak, sempre muito seguro, opôs-se bem com uma defesa para o poste.

De referir ainda um novo erro grave, desta feita a favorecer a formação visitante. Markovic é rasteirado dentro da grande-área, mas o árbitro transformou uma falta numa simulação, admoestando o sérvio com o cartão amarelo.

Para as contas finais fica a vitória justa do Benfica que, assim, reassumiu a liderança do Campeonato Nacional. Uma vez mais, Rodrigo, de "pé quente", foi determinante, ao apontar os dois golos dos "encarnados". 

Encontrando-se na sua melhor forma desde o início da época 2013/14, tudo indica que o jovem goleador sairá até ao fecho do mercado de transferências. Os prováveis destinos são o Zenit (Rússia) e o Valência (Espanha). Depois da transferência de Matic para o Chelsea (Inglaterra), também se aguarda o desfecho do "dossier Garay". A boa notícia é a recuperação de alguns jogadores fulcrais, como Cardozo e Salvio, que já treinam com a equipa principal.
Enviar um comentário