quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

1/16 Avos-de-final da Liga Europa: PAOK 0-1 Benfica

in abola.pt

Depois da eliminação da fase de grupos, a equipa de futebol do Sport Lisboa e Benfica regressou à Liga Europa para disputar a primeira mão dos dezasseis-avos-de-final diante do PAOK de Salónica, de onde saiu vencedor por uma bola a zero. Lima foi o autor do golo.


Jorge Jesus surpreendeu (a mim não, pois estou sempre de +é atrás em relação às suas invenções em nome da rotatividade!) ao operar mais um revolução no plantel, embora em alguns casos devido a castigos ou lesões.

Seja como for, o "onze" escolhido pelo técnico "encarnado" foi o seguinte: Artur na baliza; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Sílvio no eixo defensivo; no meio campo, Rúben Amorim, André Gomes (Markovic, 66’) e Enzo Perez (Fejsa, 63’); Sulejmani (Salvio, 75’) e Djuricic nas alas; e Lima sozinho na frente.

Como se esperava, o estádio Toumba encheu-se com 30 mil adeptos para formarem "o inferno de Salónica", contra apenas 250 adeptos do Benfica. No entanto, apesar dos cânticos ensurdecedores e intimidantes, tal não se repercutiu nos jogadores "encarnados".

Em vez disso, foi precisamente o PAOK que entrou de certa forma intimidado com o Benfica que, desde cedo, assumiu as rédeas do encontro, mas sem grandes espaços dado o receio demonstrado pela formação da casa.

Com efeito, a primeira situação de perigo saiu dos pés de Sílvio, um dos jogadores que assinou uma bela exibição a par de Rúben Amorim. O defesa esquerdo, já dentro da área, tirou um adversário do caminho, mas rematou muito por cima.

No início da segunda parte, o PAOK conseguiu a sua melhor ocasião com um remate cruzado de Lazar (48') que, felizmente, passou ao lado da baliza à guarda de Artur.

A resposta do Benfica foi imediata e, aos 59 minutos, chegou ao golo por intermédio de Lima. A jogada é de belo efeito e culmina com um grande golo doavançado brasileiro. Enzo Perez cruzou para Djuricic que, amorteceu com o peito, assistindo Lima. No entanto o lance deveria ter sido anulado, pois Lima estava em claro fora-de-jogo.

Com um resultado favorável, Jorge Jesus deu a oportunidade ao regresso de Salvio, ausente desde Novembro de 2013 por lesão.

O Benfica poderia ter dilatado a vantagem através de Markovic que correspondeu a um cruzamento de Maxi Pereira, rematando para uma grande defesa do guardião grego.

Com esta vitória o Benfica parte em vantagem para a segunda mão, já no próximo dia 27 de Fevereiro, no Estádio da Luz. Mas convém alertar que nada está ganho. Basta recordar o único jogo que as duas equipas fizeram em competições oficiais. Na altura, o Benfica venceu por 1-2 na Grécia, tendo perdido pelo mesmo resultado em casa. No desempate por penáltis, a sorte sorriu ao Benfica.


Enviar um comentário