sexta-feira, 5 de abril de 2013

19.º Aniversário da morte de Kurt Cobain

in fanpop.com

Cumpre-se hoje mais um aniversário da morte de Kurt Cobain, o fundador, vocalista e guitarrista da banda grunge Nirvana.

A banda tornou-se célebre com a edição do segundo álbum, Nevermind, e o tema Smells Like Teen Spirit,  responsável pelo início do sucesso do grupo, popularizando uma tendência musical chamado grunge e originária de Seatle.

Outras bandas grunge, como Alice in Chains, Pearl Jam e Soundgarden, Mudhoney, entre outras, tornaram-se ainda mais conhecidas tornando este género musical dominante desde o início até metade da década de 1990.

Os Nirvana tornaram-se na banda que conseguiu destronar Michael Jackson, vendendo mais de 25 milhões de álbuns nos Estados Unidos, e mais de cinquenta milhões em todo o mundo.

No entanto, a pressão dos media, da fama, dos concertos, etc., foram responsáveis pela degradação da saúde de Kurt Cobain que, nos últimos anos de sua vida, lutou contra o vício em heroína, úlceras no estômago, depressão,  agravada pela pressão em torno de si próprio e da sua esposa, a cantora Courtney Love, vocvalista dos Hole, e ainda da sua filha Frances Bean Cobain. Problemas esses que levaram a uma batalha judicial pela custódia desta, dado ambos os pais consumirem heroína, mesmo durante a gravidez de Courtney.

Entretanto, a tournée europeia de 1994 do álbum In Utero seria cancelada após uma overdose do cantor, ao combinar champanhe e Rohypnol, medicamente receitado para o tratamento de uma bronquite e laringite diagnosticadas. Após recuperar a consciência e o internamento durante cinco dias, Cobain regressou aois Estados Unidos.

Em finais de Março de 1994, Courney Love e amigos chegados do músico conseguem convencer o marido a internar-se numa clínica de reabilitação por uso de drogas no Centro de Recuperação Exodus, em Los Angeles, Califórnia.

Aparentemente, quando visitado, não revelava quaisquer sinais negativos ou suicidas, com Kurt a brincar, inclusive, com a sua filha.

Na última noite, Kurt terá saído para fumar um cigarro, saltando um muro de seis metros de altura para deixar a instalação. Apanhou um táxi rumo ao aeroporto de Los Angeles e, de lá, voou para Seattle, na companhia de Duff McKagan, então baixista do Guns N' Roses. Ao longo dos dias 2 e 3 de Abril, consta que Kurt Cobain foi visto em diversas localidades na periferia de Seattle.

No dia 3 de Abril, Courtney Love contratou um detective privado, Tom Grant, com a missão de encontrar o marido.

No dia 7 de Abril o corpo de Kurt Cobain foi descoberto em sua casa em Lake Washington por um electricista que iria instalar um sistema de segurança, numa sala por cima da garagem. O electricista relatou não ter visto qualquer sinal visível de trauma, julgando que Cobain estaria a dormir. Só depois de ver a   espingarda apontada para o queixo e uma leve mancha de sangue junto à sua orelha ficou alarmado.

in twicsy.com

As autoridades concluíram que a morte terá ocorrido três dias antes (5 de Abril). A causa da morte foi considerada  oficialmente um suicídio por um tiro de espingarda na cabeça.

in farm6.staticflickr.com

As circunstâncias de sua morte não são totalmente esclarecedoras, promovendo o debate e a discussão sobre se, de facto, se tratou de um suicídio ou de um assassínio. E para tal contribuem os factos encontrados no local do crime, o relatório da autópsia, relatos de amigos chegados, etc. Foi, inclusive, realizado um documentário sobre esta possibilidade.

Tom Grant, detective contratado por Courtney Love, reparou que a nota de suicídio, em certas partes, tem uma letra diferente da de Kurt Cobain,. Tal poderia explicar-se pelo estado não sóbrio devido à ingestão de drogas. Também reparou que a espingarda não tinha as suas impressões digitais. Mais, o corpo de Kurt Cobain possuía uma alta concentração de heroína no sangue e Valium, três vezes superior a uma dose letal, o que o levou a afirmar que Kurt seria impossível à vítima injectar-se com tal dose e ainda ter ser capaz de puxar o gatilho.

Enviar um comentário