domingo, 7 de abril de 2013

Pontos de Vista (2): Depilação Íntima

[Nota prévia: o presente artigo contém imagens susceptíveis de ferir a sensibilidade dos leitores]


O "fenómeno dos genitais carecas" (*) cada vez mais caminha para deixar de ser um tabu nos dias que correm. Ainda assim, o assunto é pouco aceite e quem o pratica costuma reservas o seu conhecimento a si próprio.


Mas antes de desenvolvermos o título, convém compreender como tudo surge.

Contextualização

Em primeiro lugar, quando nascemos, vimos ao mundo desprovidos de pelos (isto é, quase, pois tirando os cabelos, uma fina e quase invisível pelagem loira cobre a quase totalidade do nosso corpo).

Com a puberdade, uma das mudanças operadas no nosso corpo é o crescimento de pelos ao longo do corpo.


Muitos iniciam a depilação nesta fase. As áreas depiladas mais comuns são as axilas, pernas, os genitais, sobrancelhas e buço nas mulheres. Quanto aos homens, cara, abdómen, costas, virilhas e pernas.

O método mais comum utilizado na depilação das axilas, pernas e área pubiana é efectuada com o recurso a lâminas de barbear.


Origem

A depilação íntima teve a a sua origem nas civilizações antigas do Egipto e da Grécia, quando as prostitutas literalmente barbeavam as suas partes íntimas por razões de higiene e como um sinal da sua profissão.

De uma forma geral a depilação do corpo feminina foi estabelecida culturalmente entre 1915 e 1945. Mas as áreas normais eram as axilas e as pernas, realçando a sua feminidade  Por seu turno, a masculinidade era realçada pela presença de pêlos no peito, axilas e pernas.

Tendências

Relativamente à remoção, parcial ou integral, de pêlos púbicos, esta só começou a ganhar posição a partir dos anos 1980, nomeadamente a partir do crescimento da indústria da pornográfica, onde era comum as mulheres depilarem a zona púbica. Com a aceitação desta indústria, mais mulheres começaram a ter acesso ao fenómeno e a depilação íntima ganhou mais adeptos,tanto no feminino, como no masculino.

Paralelamente, do ponto de vista das tendências da moda, assistiu-se à criação e propagação de modelos de biquíni cada vez mais diminutos e reveladores da zona pubiana, aumentando a pressão para a remoção dos inestéticos pêlos púbicos visíveis.


Desde os anos 1990 até hoje, continuamos a assistir a "uma série de alterações a nível estético" (*) que contribuem para uma generalização do fenómeno. Vemos cadeias de clínicas de estética abrirem, nomeadamente de depilação, surgiram cremes depilatórios específicos para mulheres e para homens. Quanto aos métodos, utilizados, as lâminas de barbear vão sendo substituídas progressivamente por cera, depiladoras eléctricas e pela depilação definitiva a laser.

A chamada depilação à brasileira, brasilian wax, em que se remove na íntegra os pelos púbicos ganha cada vez mais adeptos, principalmente entre as mulheres, que garantem ser mais higiénico e estético.

Um discurso semelhante encontramos nas razões enumeradas pelos homens que praticam a depilação genital (inclui os glúteos, perínio e ânus).

No entanto, a sua prática por homens desportistas, sobretudo nas pernas e braços, também é justificada pela performance que garante em termos de menor atrito em modalidades desportivas como a natação, o futebol, o atletismo e o ciclismo. Por outro lado realçam os músculos.


Saúde

Estudo recentes concluem que a depilação genital aumentam a probabilidade de contracção de doenças e infecções sexualmente transmissíveis. As opiniões dividem-se e não há certezas quanto este facto.

A tendência mantém-se e a depilação genital veio para ficar.

Depilar a região genital pode estar a tornar-se numa norma social, mas tal não significa que todos o devam fazer. Vivemos numa democracia e, como tal, a depilação é, acima de tudo, uma escolha pessoal.


Curiosidade: Métodos de depilação

  • Cera quente
  • Cera fria
  • Lâmina de barbear
  • Pinça
  • Creme depilatório
  • Laser (definitivo)
  • Depiladora eléctrica
  • Descolorantes (alternativa à depilação, geralmente utilizada pelas mulheres para disfarçar os pêlos dos braços).


Curiosidade: Estilos de depilação no feminino



Curiosidade: Estilos de depilação no masculino



[Todas as fotos recolhidas a partir do motor de pesquisa google.com]


Enviar um comentário