quinta-feira, 28 de novembro de 2013

5.ª jornada da Liga dos Campeões (27-11-2013): Anderlecht 2-3 Benfica

in slbenfica.pt
A equipa principal de futebol do SL Benfica deslocou-se à Bélgica, onde defrontou, no estádio Constant Vanden Stock, o Anderlecht, tendo vencido por 2-3, em jogo da 5.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões (grupo C). O resultado, além de inédito por terras belgas, deixa em aberto o apuramento das "águias"para os oitavos-de-final da prova.


Jogando no seu terreno, o Anderlecht entrou melhor, embora tenha o primeiro lance tenha pertencido à formação visitante: logo aos 2', André Almeida, dispôs de uma boa oportunidade, mas rematou mal e muito ao lado da baliza de Proto. O mesmo destino teve o ramate de Lima, aos 11’.

O Anderlech deu o primeiro aviso decorridos 17 minutos, com um remate de Massimo Bruno, a que Artur Moraes correspondeu com uma grande defesa para canto. Na sequência do pontapé-de-canto, em jogada de insistência, M'bemba recebe a bola e, beneficiando da hesitação de Luisão, bate o guardião "encarnado". Estava feito o 1-0.

Aos 28', o Anderlech volta a introduzir a bola na baliza de Artur, mas o golo é invalidado por fora-de-jogo de Mitrovic.

in slbenfica.pt
Cinco minutos de pois, a resposta surge com assinatura do mesmo homem que desbloqueou o resultado do jogo da 1.ª Liga frente ao Braga. Livre na meia-esquerda cobrado por Gaitán e, nas alturas, surge Matic entre os centrais a cabecear a bola para o fundo das redes da baliza belga. Estava reposta a igualdade (1-1).

Na segunda parte, o Benfica entrou com uma postura mais consistente, criando mais perigo junto da baliza de Proto.

in slbenfica.pt
Até que, aos 52', Gaitán, lançado por Enzo Pérez, inventa uma jogada, rodando sobre si próprio, rematando logo de seguida [ou tentando passar a bola para Lima], encontrando no caminho Mbemba que, na tentativa de interceptar a bola, acaba por introduzir o esférico no própria baliza. Com alguma sorte à mistura, o Benfica conseguia a reviravolta no marcador (1-2).

O Anderlecht acusou, e de que maneira, o golo sofrido, permitindo ao Benfica dominar os acontecimentos a partir daí. Então, o o Benfica tomou as rédeas do jogo, seguindo-se várias oportunidades de golo desperdiçadas.

E, como lá diz o ditado que, no futebol, quem não marca, arrisca-se a sofrer, mesmo contra a corrente do jogo, o Anderlecht conseguiu chegar ao empate (77’), por intermédio de Massimo Bruno. Uma vez mais, esteve muito mal a dupla de centrais, Luisão e Garay, após o passe de Vanden Borre para as costas da defesa "encarnada" (2-2).

A partir deste momento, as oportunidades repartiram-se por ambas as equipas. Aos 83', Sulejmani, que rendera, aos 72', o autor do segundo golo do Benfica (Nico Gaitán), em jogada estudada, bate um livre para Luisão, mas o central brasileiro cabeceia mal atirando a bola ao lado. Garay ainda se esticou, em vão, na tentativa de desviar a bola para a baliza de Proto.

 Dois minutos depois, Mbemba viu Artur sacudir a bola quando se preparava para cabecear para a baliza "encarnada". No minuto seguinte, de novo Artur a evitar o golo a Mbemba. Seguius nova oportunidade de golo que Mitrovic desperdiça com um mau cabeceamento (87').

Neste momento, Jorge Jesus tenta o tudo por tudo, lançando Rodrigo para o lugar de Enzo Pérez, seguida da substituição de Markovic por Ivan Cavaleiro (89’).

Antes da última alteração (88'), novo susto com novo golo do Anderlecht, invalidado por fora-de-jogo.

in slbenfica.pt
Num contra-ataque rápido, Sulejmani lança em profundidade Rodrigo e este, após ganhar em velocidade a um defesa belga, frente a Proto, bate Proto, recolocando as "águias" na frente do marcador (2-3).

Aos 90', parecia que tudo estava resolvido. Sempre com o receio do "fantasma" do minuto 90'+2, seguiram-se os quatro minutos mais longos desta partida, com o tudo por tudo do Anderlecht. Felizmente, o resultado não mais se alterou, deixando o Benfica com boas possibilidades de prosseguir para a fase seguinte da Liga dos Campeões.

De qualquer forma, continua a depender do que acontecer no outro jogo da 6.ª jornada, entre Olympiakos e Anderlecht. Por seu turno, o Benfica recebe o Paris Saint Germain, com o temível avançado Ibrahimovic, que necessita de vencer. Tudo se decidirá no próximo dia 10 de Dezembro de 2013.

O onze "encarnado" desta partida foi: Artur Moraes na baliza; Maxi Pereira, Luisão, Garay, André Almeida na defesa; os médios Fejsa, Matic; Enzo Perez (Rodrigo, 87’) e Gaitán (Sulejmani, 72’) nas alas; e Lima na frente.
Enviar um comentário