domingo, 9 de março de 2014

21.ª Jornada da 1.ª Liga: Benfica 2-0 Estoril

in slbenfica.,pt
O Benfica recebeu e venceu o GD Estoril Praia por 2-0, com golos de Luisão e Rodrigo. À 21.ª jornada 56.730 mil pessoas constituíram a segunda melhor casa do Estádio da Luz a presente temporada, somente superada no jogo frente ao FC Porto e que serviu de homenagem e despedida do Rei Eusébio da Silva Ferreira. Antes do pontapé de saída, Markovic recebeu o prémio de melhor jogador do mês de Fevereiro.


Frente à equipa sensação do campeonato nacional, actualmente em 4.º lugar, não se esperavam facilidades. E de facto, Marco Silva manteve a filosofia de jogo, com a sua equipa a pressionar bem alto, logo no meio campo do Benfica, dificultando, e de que maneira, a primeira fase de construção dos "encarnados".

No entanto, dotado de jogadores rápidos e tecnicistas, o Benfica soube sacudir esta pressão logo aos 5'. Rodrigo lança Gaitán e este, à entrada da área, remata forte para uma grande defesa de Vagner para canto. Na sequência do canto, batido pelo extremo argentino, apareceu Luisão, nas alturas, a cabecear de rompante para o 1-0. Luisão estreou-se a marcar na Liga na presente época.

A terminar os 10' de jogo, Fejsa anula, em falta, um contra-ataque do Estoril que poderia ser muito perigoso, sendo admoestado com o cartão amarelo. O médio não defrontará o Nacional na próxima jornada.

in abola.pt
Aos 19', numa jogada de insistência, Siqueira recebe a bola, vai à linha de fundo e cruza atrasado para o coração da área onde aparece Rodrigo a rematar de primeira, sem hipóteses, para o 2-0.

Praticamente a seguir (23'), Lima falha de forma escandalosa o terceiro golo do Benfica: depois de um livre, desviado por Garay para a baliza, Rodrigo e Lima atrapalham-se ao segundo poste, com o brasileiro a fazer a bola atravessar a baliza escancarada e sair pelo lado contrário da linha de fundo. Inacreditável!

No segundo tempo, surge para o Estoril a primeira oportunidade digna desse nome. Bruno Lopes foge a Garay e ganha no duelo com Luisão, desferindo um remate cruzado que passa perto do poste direito da baliza de Oblak. Foi o primeiro remate dos visitantes (51').

à passagem do minuto 56, novo golo na "catedral". Lima finaliza com um remate de primeira, mas o juiz de linha assinala fora-de-jogo. Má decisão, pois na repetição confirma-se que o avançado brasileiro estava claramente em jogo no momento do passe.

Com o resultado a seu favor, o Benfica adoptou uma postura mais contida, gerindo o esforço e concedendo mais posse de bola ao Estoril. Não esquecer que na semana o Benfica defrontará o Tottenam para a Liga Europa (1.ª mão dos oitavos-de-final).

Ainda assim, Rodrigo teve no seu pé direito mais uma oportunidade para desfeitear Vagner: aos 75', aproveita um mau passe em cima da linha de meio-campo e arranca a toda a velocidade, em slalom, rematando com o seu pior pé e já visivelmente desgastado, permitindo a intervenção do guardião do Estoril.

Quatro minutos depois, surge a primeira grande oportunidade do Estoril que poderia alterar a história do jogo. Na marcação de um livre directo convertido por Evandro, a bola sofre um desvio em Garay e acaba, caprichosamente, a bater no poste direito da baliza de Oblak, completamente batido, saindo pela linha de fundo.

Antes de terminar a partida, de referir os festejos efusivos pela notícia do golo do empate do Setúbal (2-2) frente ao Sporting, deixando os telespectadores sem saber o que se passava.

Com mais esta vitória e beneficiando do empate do Sporting em casa do Vitória de Setúbal, as "águias" consolidam a liderança do campeonato, com uma vantagem de 7 pontos para o segundo classificado (Sporting CP) e 9 para o terceiro (FC Porto).
Enviar um comentário