quarta-feira, 5 de março de 2014

Nunca digas nunca...

in pitons-em-riste.blogspot.com
Ao longo das últimas semanas a sucessão de resultados a que o FC Porto já não está habituado - derrotas, eliminações, empates depois de estar a vencer por mais do que um golo... -, a massa associativa (em especial, os adeptos) elevou a pressão para que Paulo Fonseca fosse despedido, "penso eu de que..."


11-12-2013
Pinto da Costa, em declarações à Porto Canal aquando da eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões: "Se a época acabasse hoje, ontem tinha renovado com o Paulo Fonseca. Nem é preciso dizer mais nada. Se eu entendesse que ele não era o treinador de que o FC Porto precisa era o primeiro a falar com ele. Confio de que ele está ao alcance de aquilo que precisamos."

23-02-2014
Após a derrota com o Estoril-Praia no Estádio do Dragão, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, negou que Paulo Fonseca tivesse colocado o cargo à disposição, afirmando: “Eu vim aqui [à porta de saída do parque de estacionamento das viaturas dos atletas] para dizer que ninguém do FC Porto foge. Os ratos é que fogem”. Questionado se o treinador Paulo Fonseca teria colocado o cargo à disposição, Pinto da Costa negou, visivelmente irritado: “Está a dar-me uma notícia. Não é verdade, nem vem à questão”.

Moral da história: Por vezes, mais vale estar calado do que dizer asneiras como a da renovação na véspera do um final infeliz.
Enviar um comentário