sexta-feira, 25 de maio de 2012

LFV homenageia campeão SLB e arrasa Pinto da Costa


As declarações falam por si, naquela que foi a resposta à letra às provocações de Pinto da Costa, presidente do FC Porto. Como se adivinhava, tal reviu-se nas primeiras páginas dos jornais desportivos de hoje:



Hoje foram divulgadas as imagens que, segundo os dirigentes portistas, foram responsáveis pela confusão que se seguiu no final do encontro de basquetebol, a negra que o Benfica venceu por 53-56, sagrando-se campeão nacional. Pode-se ver, de facto, que o técnico do Benfica, Carlos Lisboa, leva a mão ao rabo.

Condenável, sem dúvida, mas não podemos centrar-nos apenas nestes gestos sem ter em conta o que se passou na véspera do jogo e durante toda a partida com sucessivos insultos à equipa técnica e jogadores, com arremesso de objectos para o campo quando os jogadores do Benfica se encontravam na marcação de lances-livres e que logo após o apito final, mesmo antes dos tão denunciados gestos de Carlos Lisboa, se vêem cadeiras e outros objectos a serem atirados para o campo em direcção aos jogadores vitoriosos.

Se Carlos Lisboa o fez, não foi um provocação, mas uma resposta a tudo o que aconteceu naquele inóspito terreno. Não podem de modo algum querer justificar as atitudes (arremesso de cadeiras, isqueiros, moedas) que acabaram por manchar ainda mais o encontro, obrigando toda a equipa do Benfica a refugiar-se no balneário, onde, à semelhança de encontros anteriores, acabou por receber a taça de campeão. A diferença entre os clubes está aqui. O Porto já foi campeão na Luz e não houve este tipo de incidentes, podendo receber o troféu em campo. Com o Benfica, ainda está para vir o dia em que isso aconteça. E esta foi a terceira vez.
Enviar um comentário