quinta-feira, 8 de maio de 2014

Final Taça da Liga: SL Benfica 2-0 Rio Ave

in abola.pt
O Estádio Magalhães Pessoa, em Leiria, recebeu a decisão da sétima edição da Taça da Liga. Frente-a-frente, estiveram o estreante Rio Ave e o repetente Benfica, tendo os encarnados levado a melhor graças aos golos de Rodrigo e Luisão.

Na Conferência de Imprensa de ante-visão a esta partida, Jorge Jesus afirmou não haver favoritos e, assumindo o desejo de vencer mais um título, fez alinhar o seguinte onze inicial: Oblak; Maxi Pereira, Garay, Luisão e Siqueira; Rubem Amorim (André Almeida, 84’), Enzo Perez, Gaitán (Salvio, 68’) e Markovic; Lima (André Gomes, 90+1') e Rodrigo.


in facebook.com
A conquista do campeonato por um Benfica que se apresenta com um futebol com muita qualidade, em que quase todos os jogadores integram a mesma filosofia de jogo sempre que são chamados, aliado à confirmação da presença na três finais possíveis - Taça da Liga, Taça de Portugal e Liga Europa -, deixa os adeptos "encarnados" com uma alegria e confiança extremas para encarar as decisões que, no ano passado se perderam de forma tão dramática.

E foi assim que assistimos a uma moldura humana espectacular que encheu o estádio Magalhães Pessoa e proporcionou um outro espectáculo fora das quatro linhas; o tal 12.º jogador.

E foi sob esse pano de fundo que ambas as equipas entraram no jogo. O primeiro sinal do Benfica ocorreu ao terceiro minuto, com Lima a conduzir um contra-ataque, mas o cruzamento é desviado por Rodríguez, acabando a bola por morrer nos braços de Ventura.

A resposta do Rio Ave não podia ser melhor. Aos 5', Pedro Santos surge em condições de finalização, mas Oblak, com uma defesa espectacular, defende para canto. O Rio Ave explorava as deficiências que Siqueira demonstrava face à velocidade do extremo vila-condense.

E esta chegou com novas oportunidades para as "águias". Primeiro, foi Luisão (11') a testar os reflexos de Ventura. Depois, na marcação de um livre directo, Rodrigo falha a baliza por muito pouco (17').

Depois, uma sequência de cantos fazem o perigo rondar a baliza de Oblak, demonstrando a vontade do Rio Ave em discutir o jogo com o Benfica. Por seu turno, a formação orientada por JJ equilibrou e começou a ter maior domínio.

in facebook.com
A cinco minutos do intervalo, depois de uma jogada espectacular do Benfica, Ventura nega o golo a Rodrigo com uma defesa espectacular para canto. Na sequência do canto, apontado ao primeiro poste para Garay, a bola acaba para sobrar precisamente para Rodrigo que, livre de marcação, remata para o fundo das redes. Estava feito o 1-0 para delírio do público afecto ao Benfica.

A vantagem "encarnada" acaba por urgir num momento crucial, ainda antes do intervalo.

Depois do reatar da partida, percebeu-se o impacto que o golo sofrido teve no Rio Ave: o Benfica passou a dominar por completo a formação orientada por Nuno Espírito Santo que, praticamente, abdicou de atacar.

Assim, o Benfica acabou por impôr um ritmo mais lento, gerindo o esforço com posse de bola, tentando sempre que possível atacar pela certa.

Aos 62', Gaitán tenta a sorte, mas Ventura opõe-se categoricamente com mais uma bela defesa ao remate do argentino. Antes, já Markovic tinha desperdiçado uma boa oportunidade com um remate precipitado (53'); o mesmo sucedendo com Rodrigo (49') e Lima (56').

in facebook.com
A qualquer momento esperava-se o golo, que viria a surgir à entrada do último quatro de hora: aos 78', livre marcado por Enzo Pérez e Luisão, que sofrera a falta e beneficiando de uma saída em falso de Ventura, cabeceia para a baliza deserta. Estava feito o 2-0 e já não restavam dúvidas. O capitão acabava por confirmar mais uma conquista da Taça da Liga.

O resultado poderia ainda ser mais avultado, mas Lima desperdiça (83') deforma incrível o que seria o terceiro golo dos "encarnados". O marcador não mais se alterou até ao final da partida.

O Sport Lisboa e Benfica conquistou a 5.ª Taça da Liga do seu palmarés, a quarta na era Jorge Jesus, em sete edições da prova. De referir que o Benfica consegue terminar a competição sem derrotas e sem sofrer qualquer golo. Antes dos festejos, Rodrigo recebeu o prémio de "Jogador do Jogo".

No momento de erguer o troféu, as honras couberam a Sílvio, antes da taça passar pelos restantes jogadores e da tradicional volta de honra juntos dos milhares de adeptos que não arredaram pé do Municipal de Leiria.

Seguem-se mais duas finais antecedidas do jogo da última jornada do campeonato nacional, este Sábado no Estádio do Dragão frente ao FC Porto, meramente para cumprir calendário. Em véspera da final da Liga Europa (14 de Maio), Jorge Jesus informou que aproveitará para dar oportunidade a jogadores menos utilizados, bem como proporcionar a estreia de alguns jogadores da equipa "B". A final da Taça de Portugal realiza-se a 18 de Maio.
Enviar um comentário