quarta-feira, 28 de maio de 2014

Luis Filipe Vieira faz o balanço da época 2013/14

in facebook.com
Com o Museu Cosme Damião como pano de fundo, o Presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, em entrevista à RTP, fez o balanço da época desportiva 2013/14 e falou do presente e futuro do Clube da Luz.

A conversa centrou-se nas conquistas do clube, passando, inevitavelmente, pelas eventuais saídas de jogadores e do treinador, de possíveis contratações, das contas do Clube, dos direitos de transmissão dos jogos do Benfica e projectos.


Falou-se na conquista inédita das três competições nacionais - Campeonato Nacional, Taça da Liga e Taça de Portugal -, sem esquecer a eliminação da Liga dos Campeões, depois de LFV ter afirmado que tinha o sonho de chegar à final, que se realizou no Estádio da Luz. Sem fugir ao tema, afirmou: "Nas horas da derrota sou o primeiro a assumir a culpa".

No entanto, a campanha que o Benfica repetiu esta temporada na Liga Europa, permitiu dizer que "Estamos hoje em 5º lugar no ranking da UEFA". Mesmo sem ter vencido a final - "Perdemos a Liga Europa porque alguém não quis que ganhássemos" -, rematou: "Sonho Europeu, é um sonho que temos e que havemos de concretizar".

Quanto ao plantel, LFV começou por garantir a continuidade de Jorge Jesus: “Jorge Jesus é treinador do Benfica para esta época - (2014/15) -. Não tenho mais nada a adiantar e não vale a pena fazer especulações. O Jorge Jesus vai continuar a ser o treinador do Benfica e estava a par de tudo e posso adiantar que ele recusou um grande clube europeu em prol do Benfica”. "Jorge Jesus recusou um grande clube europeu e mundial". "Depende dele se quer renovar mais anos".

Incontornavelmente, a conversa passou pelo ordenado de Jorge Jesus: “Não se pode avaliar o Jorge Jesus pelo que ganha. Se se paga isso é porque tem merecido e tem de se ver o trabalho que tem feito. Hoje, Jorge Jesus é melhor treinador. Há pessoas interessadas em que ele saia e, um dia quando ele eventualmente sair, irá para um grande clube europeu, não maior do que o Benfica mas com mais dinheiro.”

Todavia, é certo que "André Gomes e Rodrigo não vão continuar". Estando a época 2014/15 já a ser preparada, perante a possibilidade da venda de jogadores influentes como Gaitán, Salvio e Enzo Perez, LFV informou que "Se houver saída de jogadores a reposição é imediata".

Neste sentido, o tema da conversa fugiu para as contas do Clube. Primeiro, alertou: “O Benfica tem de assumir os seus compromissos e o dinheiro é importante. Não vou dizer que os vou vender. Hoje não posso falar mais deste assunto. Não posso dizer nada mais sobre vendas por causa da CMVM”. Depois, afirmou que "O activo é superior ao passivo do Benfica", aproveitando para mandar uma indirecta ao dizer que "O passivo do Benfica não é o maior passivo em Portugal".

A entrevista resvalou então para o problema das transmissões televisivas: "Neste momento é impossível os jogos do Benfica irem para a Oliverdesportos (...). A Benfica TV tem receitas de 30 milhões de euros". "O dinheiro faz falta". "Ofertas? Até a Águia vitoria já teve uma oferta".

Relativamente à Liga de Clubes, LFV fez questão de marcar a sua posição: "Estou disponível para os ouvir a todos, mas o Benfica não apoia nenhum dos candidatos da Liga de Clubes". "Os 3 grandes devem falar abertamente para o bem do futebol". Mas "Se é para discutir poderes da Liga de Clubes eu não tenho tempo para isso".

Quanto ao futuro, LFV aproveitou para adiantar que o "Benfica vai ter um lar para os ex-atletas". E terminou com um manifesto a sua liderança: "A minha responsabilidade é criar condições para o sucesso".
Enviar um comentário