segunda-feira, 6 de maio de 2013

Benfica mais próximo (da perda) do título

in facebook.com

No jogo de encerramento da 28.ª jornada da 1.ª Liga, o Sport Lisboa e Benfica recebeu o sensacional Estoril, para quem cedeu um empate a uma bola. O resultado deixa o FC Porto a apenas dois pontos de diferença, fazendo do encontro entre os dois primeiros lugares, no Estádio do Dragão, o "jogo do título".


A formação "encarnada", alinhou na sua "máxima" força, procurando brindar os cerca de 50 mil adeptos com uma vitória que colocaria o clube da Luz mais próximo do tão almejado título de campeão nacional. No entanto, cedo se percebeu que o Benfica iria pagar, em termos físicos, a factura do esforço do jogo da última Quinta-feira, em que os pupilos de Jorge Jesus viraram a desvantagem trazida da Turquia, frente ao Fenerbahçe.

O encontro começou praticamente com a primeira oportunidade de golo a pertencer ao Benfica, decorridos 10 segundos de jogo, com Lima a cabecear para defesa do guarda-redes do Estoril. Aos 22', o avançado brasileiro volta a falhar de forma escandalosa o golo inaugural.

Na resposta, aos 24', o primeiro caso do jogo. Luís Leal sofre um toque de Artur Moraes no pé direito e fica a pedir penalty. As imagens televisivas confirmam a falta, embora se possa discutir se a intensidade era suficiente para a queda. Duplo erro do árbitro Paulo Baptista que, assinala pontapé de baliza e não admoesta o avançado "canarinho" por suposta simulação.

Depois deste lance, o Estoril cresceu em confiança e jogou a toda a largura do campo. A ajudar, os jogadores "encarnados" começavam a evidenciar algum cansaço físico, situação que se agravaria quando o técnico JJ foi obrigado a uma substituição forçada por lesão de Enzo Pérez (32'). Para o seu lugar entrou Carlos Martins.

E no minuto seguinte, o Benfica volta a desperdiçar uma oportunidade flagrante de golo, desta feita com Lima a acertar no poste da baliza de Wagner. E assim o nulo manteve-se até ao final do primeiro tempo.

Na etapa complementar, o Benfica voltou a entrar com tudo, disposto a chegar ao golo cedo. E aos 55 minutos, Maxi Pereira finta Wagner, mas encontra Steven Vitória no caminho da baliza a negar mais uma vez o golo ao Benfica. O capitão da defesa "canarinha" foi, de resto, um dos homens do jogo, com os inúmeros cortes que efectuou em lances de golo iminente.

Contra a corrente do jogo, o Estoril beneficia de um livre muito forçado, "arrancado" a Melgarejo junto à linha lateral. Na cobrança (58), Jefferson acaba por fazer o golo´(1-0) quase sem saber. Cruzamento directo à baliza, sem ninguém tocar na bola e com Artur a dar uma ajudinha. "Frango" do guardião benfiquista  num lance que podia ter sido anulado, já que Micá, em fora de jogo, faz-se ao lance e acaba com o seu movimento por "enganar" Artur. Ou seja, novo erro da arbitragem.

O Benfica, já por si bastante cansado, acusou e de que forma o golo sofrido, permitindo ao Estoril quase "matar" o jogo, aos 62'. Num contra-ataque rapidíssimo, Micá remate cruzado de trivela, errando o alvo por escassos centímetros.

in facebook.com

O lance acabou por "acordar" a formação da casa que, aos 68', por intermédio de Maxi Pereira, um dos melhores do Benfica, assistido por Gaitán. O defesa uruguaio rematou sem hipótese para Wagner, restabelecendo a igualdade (1-1).

Empurrados pelo seu público, o Benfica voltou a carregar sobre o Estoril, mas sem a intensidade inicial, fruto do desgaste dos últimos jogos. E as coisas começariam a ficar piores quando Carlos Martins, que vira o primeiro cartão amarelo aos 70' por protestos, recebeu ordem de expulsão 8 minutos depois, por acumulação de amarelos, na sequência de uma falta por trás perfeitamente desnecessária cometida sobre Carlitos.

Reduzido a dez unidades, JJ arriscou tudo por tudo, tirando Melgarejo e colocando Rodrigo. Todavia, o avançado espanhol revelou também uma grande falta de frescura e pouco ou nada trouxe ao ataque encarnado, já por si muito desinspirado.

Até ao final,o lance mais perigoso até pertenceu ao Estoril, com Carlitos a proporcionar uma grande defesa a Artur (88').

Com este resultado, apenas interessa ao Benfica um resultado positivo na próxima jornada frente ao FC Porto: um empate ou uma vitória. Campeonato ao rubro...
Enviar um comentário