quarta-feira, 4 de abril de 2012

Curiosidades (2): Álcool de alecrim

In http://ervanariavirtual.blogspot.pt

Em pequeno, lembro-me de o meu avô ter frascos de álcool etílico com ramos de alecrim para fricções nomeadamente em situações de reumatismo. E de facto, uma das propriedades desta erva aromática é, precisamente, conter óleos e substâncias essenciais que promovem a redução de inflamações, funcionando como analgésico da áreas afectadas.


À semelhança do ginseng, planta medicinal chinesa, o alecrim faz também aumentar a pressão arterial (ritmo cardíaco), tem aplicações muito vastas (doenças nos rins, calculoses, vómitos, vertigens e tonturas, indigestões, anemia, reumatismo, diarreia, sistema imunitário, epilepsia, vesícula, cansaço, memória), é anti-séptico, tónico capilar, é estimulante, reduz os nervos, stress e ansiedade, tem propriedades anti-reumáticas, dores musculares, artrite, estimula a circulação e, entre outros,  tem efeitos cicatrizantes em feridas.

Pois bem, apresento a receita caseira para o "Álcool de Alecrim", o qual posso afirmar, por experiência própria, é fácil de fazer e resulta bastante bem como anti-inflamatório:

Preparação:
  1. Alecrim fresco em rama (1 porção) - ex: 500 gr
  2. Álcool etílico (2 porções) - ex: 1 litro
Colocar as folhas do alecrim num recipiente de vidro e cobre-se com o álcool.
Deixa-se em repouso durante o período necessário até o álcool se tornar verde escuro.

Dica: Para encurtar o período de repouso, aconselha-se que se esfreguem as folhas no sentido ao seu crescimento, segurando os ramos pelo caule. Em alternativa, pode-se macerar os ramos com a ajuda de um almofariz. Neste caso, arrancam-se as folhas utilizando a mesma técnica, ou seja, segurando o ramo pelo caule e puxando com o polegar e o dedo indicador.
Enviar um comentário