quarta-feira, 25 de abril de 2012

Imagens do dia (25-04-2012): Alegria e tristeza (2)

in www.elpais.com

E na segunda noite da Liga dos Campeões, eis que cai por terra mais um gigante do futebol. O Real Madrid junta-se ao Barcelona no canto dos eliminados. Os dois clubes que eram favoritos a encontrarem-se na final ficam-se pelas respectivas meias-finais.


No encontro desta noite, a segunda mão, Bayern de Munique trazia uma vantagem de 2-1, após ter vencido a primeira mão em casa. No entanto, como se esperava, o Real Madrid entrou a todo o gás e cedo chegou ao golo, através da marcação de uma grande penalidade convertida por Cristiano Ronaldo. Pouco depois, o avançado português fez o segundo golo, colocando o Real Madrid à frente na eliminatória (3-2). Só que, quando todos esperavam que os "merengues" embalariam para o golo da tranquilidade, o clube acusou o desgaste tido no encontro com o Barcelona, para o campeonato espanhol, permitindo que o Bayern crescesse e beneficiasse da frescura física dos seus jogadores, a qual se justifica pelo facto do Borussia Dortmund já ser campeão a duas jornadas do fim do campeonato alemão. 

E foi com naturalidade que o Bayern chegou ao golo, também na marcação de uma grande penalidade convertida por Robben. Golo que se justificava, dadas as oportunidades flagrantes criadas. A segunda parte voltou a mostrar um Bayern superior e foi mesmo o clube que dispôs da melhor ocasião de golo, mesmo nos últimos finais da partida. O resultado manteve-se e foi necessário esperar pelo prolongamento.

Nos trinta minutos que se seguiram, voltámos a assistir a um jogo equilibrado, mas com maior pendente ofensivo do Real Madrid, ainda que sem efeitos práticos. E enquanto houve Ronaldo, houve Real. O desgaste apoderou-se dos jogadores de ambas as equipas e foi necessário recorrer ao desempate por grande penalidades.

in www.elpais.com

Por si só, já é uma lotaria este recurso e tudo fica pior quando os ditos especialistas na sua conversão falham. Começou o Bayern e Alaba fez o 1-0. Seguiu-se Cristinao Ronaldo que falhou permitindo a defesa de Neuer. Mario Gomez converteu e fez o 2-0. Kaka repetiu o filme de Ronaldo, falhando o penalti. A seguir foi a vez de Toni Kross permitir a defesa de Casillas. Xabi Alonso marca e reduz para 2-1. O especialista Lahm também não consegue bater Casillas e renascem as esperanças. Sergio Ramos é o nome que se segue, mas falha remata por cima da barra. A decisão fica nos pés de Schweinsteiger que, não desperdiça e coloca o Bayern na final da Liga dos Campeões, onde vai defrontar o Chelsea.

O futebol é assim mesmo, tudo é possível e agora teremos a final mais improvável no próximo dia 19 de Maio em Munique. O Bayern vai jogar em casa. Veremos se chega para bater o Chelsea.

in www.mundodeportivo.com

José Moutinho vê assim escapar uma grande oportunidade para conseguir outro dos seus objectivos: vencer a Liga dos Campeões pelo Real Madrid. O campeonato está encaminhado, mas ainda faltam quatro jornadas.
Enviar um comentário