sexta-feira, 22 de junho de 2012

Euro 2012: Portugal na Meia-Final!

in abola.pt

Depois do fantástico chapéu que Karel Poborsky fez a Vítor Baía, em 1996, eliminando a selecção portuguesa nos quartos de final do Euro 1996, Portugal e República Checa voltaram a encontrar-se.


Desta vez, a história foi diferente. Tirando os minutos iniciais, com a selecção nacional muito expectante, cedo assumiu a ambição de ganhar e efectuou um excelente jogo de futebol.

Na primeira parte assistimos a um jogo muito disputado, mas com Portugal claramente por cima, criando mais oportunidades de golo, com Cristiano Ronaldo a fazer mais uma excelente exibição. Mesmo a terminar os primeiros 45 minutos, Ronaldo atirou com o pé direito ao posto da baliza de Petr Cech.

O primeiro tempo foi ainda marcado pela lesão muscular de Hélder Postiga, rendido por Hugo Almeida.

Na etapa complementar, continuou o domínio de Portugal e sucederam-se oportunidades para a "equipa das quinas" em que João Moutinho, Nani e Cristiano Ronaldo protagonizaram um grande duelo com o guardião checo.

E foi logo nos minutos iniciais que, Ronaldo, na marcação de um livre directo, enviaria mais uma vez a bola ao poste direito de Petr Cech. E já parecia o jogo anterior em que CR7 viu negado dois golos certos pelos postes.

Aos 54 minutos, Hugo Almeida introduziu a bola na baliza contrária com um bom cabeceamento, mas o golo foi anulado por fora de jogo.

in facebook.com

Portugal foi acreditando e numa jogada de insistência, João Moutinho cruza para a entrada fulminante de Cristiano Ronaldo, qual matador, a cabecear como mandam as regras, de baixo para cima, desfeiteando o melhor jogador da República Checa.

A um minuto do fim, Portugal até poderia dilatar a vantagem que peca por escassa face à exibição produzida e às oportunidades criadas, quando João Pereira, desmarcado por Fábio Coentrão deixou-se antecipar pelo adversário ainda no meio campo de Portugal, tendo a baliza de Cech deserta. O guardião checo tinha ido à grande área de Portugal para a marcação de um pontapé de canto, a dois minutos do fim.

Mas, Portugal conseguiu o seu objectivo: vencer. E mostrou a ambição de que quem quer ir longe. De uma forma geral toda a equipa jogou bem, com destaques para Fábio Coentrão, Pepe, Raul Meireles, João Moutinho, Nani e, claro, Cristianto Ronaldo que foi novamente o homem do jogo.
Enviar um comentário