sábado, 9 de junho de 2012

Final de futsal (1º jogo) SLB 5 - SCP 1

in slbenfica.pt

Começou hoje o play-off da final de futsal entre Benfica e Sporting, à melhor de cinco jogos. Os primeiros dois jogos têm lugar na Luz, pois o Benfica terminou a fase regular em 1.º lugar.


Após um momento de grande equilíbrio, com ambas as equipas a estudarem-se mutuamente, foi o Benfica que criou as duas melhores oportunidades, das quais resultaram faltas não assinaladas pela equipa de arbitragem, dois erros com alguma gravidade. Na primeira falta, o guardião sportinguista rasteirou fora da área Joel Queirós. No segundo lance, foi Speedy Gonzalez [Diece] que foi derrubado também à entrada da área, sendo que ficaria cara a cara com o guarda-redes leonino Cristiano. No contra-ataque protagonizado precisamente por Cristiano, quase surgia o golo do Sporting, estando o encontra nesta altura empatado a zero.

Mas com justiça, foi mesmo o Benfica que inaugurou o activo, por intermédio de Diece, primeiro a passe de César Paulo (1-0) e, pouco depois, numa jogada individual (2-0), resultado que não sofreu alterações até ao final da primeira parte.

Na segunda parte, o Benfica continuou a jogar bem, tanto na frente como na defesa e, com naturalidade chegou ao 3-0 por César Paulo. mas numa desatenção, das poucas cometidas pelo Benfica, Pedro Cary marcou o golo de honra o Sporting (3-1). Este golo teve alguma influência nos jogadores encarnados, no entanto, depressa recuperaram o nível exibicional. Num dos erros da arbitragem, mais um, em que um penalti cometido por Cristiano a César Paulo, transformado em livre fora da área, sem qualquer admoestação ao guardião leonino, viria a surgir novo golo para o Benfica. Na cobrança, César Paulo rematou contra a barreira e na recarga bisou na partida (4-1).

A 10 minutos do fim, o Sporting adoptou a estratégia de guarda-redes avançado, com Alex a desempenhar esse papel. E foi graças a este posicionamento que num contra-ataque rápido protagonizado por César Paulo, Alex cometeu falta e acabou expulso. Nos minutos que se seguiram o Sporting conseguiu não sofrer nenhum golo até voltar a ter igualdade numérica, com Leitão a jogar como guarda-redes avançado.

Por fim, Diece fez o hat-trick, beneficiando do facto da baliza do Sporting estar deserta, fazendo um chapéu perfeito e estabelecendo o resultado final em 5-1. E no Pavilhão Império Bonança cantou-se "Oooooh, amanhã há mais... amanhã há mais, amanhã há mais, amanhã há mais..."
Enviar um comentário